Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 2.590.166 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 Auto-hemoterapia e a visão dos seus usuários

Auto-Hemoterapia - Publicações - Participação
7
Quarta-feira, 4 de agosto de 2010 - 00:24:35
189.123.89.87

Auto-hemoterapia e a visão dos seus usuários

Auto-hemoterapia e a visão dos seus usuários  

 

Autor(es): BANDEIRA,Andrea Gonçalves; SILVA, Danubia Andressa da; LEÃO, Janaína Urrutia; PASQUALOTTO, Luciana; SILVA, Vanessa Alvez da; FERNANDES, Verônica  

Apresentador: Janaína Urrutia Leão  

Orientador: Claudia Turra Magni  

Revisor 1: Denise Gamio Dias  

Revisor 2: Claudia Medeiros Centeno Gallo  

Instituição: Universidade Federal de Pelotas  

 

Resumo:  

 

Introdução: o presente estudo foi realizado por acadêmicas de Enfermagem, para a disciplina Antropologia no primeiro semestre de 2007. A polêmica atual sobre a auto-hemoterapia aguçou nosso interesse pelo assunto, principalmente quanto à opinião dos usuários deste tratamento que consiste retirada do sangue da veia do indivíduo e aplicação no músculo.  

 

Objetivo: proporcionar, entre usuários, a possibilidade de debater sobre o assunto, e, paralelamente, identificar seus posicionamentos e experiências em relação a este tratamento polêmico, devido ao não reconhecimento do procedimento por não haver nenhuma comprovação científica de sua eficácia. Metodologia: utilizamos o método etnográfico de pesquisa, com observação participante, e realização de dois grupos focais. Com cada dos grupos formados, foi realizado um debate, registrado através de diário de campo cujos dados subsidiaram essa análise. Analise dos dados: observamos que os participantes tomaram conhecimento da técnica através de documentários, amigos, parentes e Pastorais da Saúde, tendo iniciado a terapia fim de combater doenças crônicas, auto-imunes e problemas estéticos. Percebemos que esta é tratamento de cura informal diretamente relacionado com princípios culturais e religiosos, transmitido partilhado por pessoas que vivenciaram problemas de saúde semelhantes. Os participantes dos grupos focais, ao mesmo tempo em que reconhecem a clandestinidade da técnica discordam dos fundamentos para tal ilegalidade. Nos debates, um grupo focal foi participativo e seus membros demonstraram maior conhecimento sobre a auto-hemoterapia, enfatizando a questão da ilegalidade e da necessidade crença para a eficácia da cura. No outro grupo, prevaleceu à narrativa sobre a trajetória pessoal de uma das participantes, o que, se por um lado inibiu pareceres dos outros participantes, por outro, favoreceu expressão de gestos de solidariedade entre os membros do grupo que compartilharam sentimentos comuns. Conclusão: apesar das controvérsias legais e da polêmica gerada na mídia, os usuários auto-hemoterapia estudados defenderam com convicção e esperança a eficácia deste tratamento para melhoria de sua qualidade de vida. 

 

http://www.ufpel.tche.br/cic/2007/cd/pdf/CS/CS_00536.pdf  

 

fonte: http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=2082&u=1 

 

Marcelo Fetha    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior    Página de 1     próxima >  [última]

Quinta-feira, 14 de dezembro de 2017 - 13:04:02
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2017)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org