Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 4.050.408 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 Tantos se manifestam aqui agradecendo ao Dr. Moura, à AH e

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
2480
Sexta-feira, 12 de junho de 2009 - 23:57:21

Tantos se manifestam aqui agradecendo ao Dr. Moura, à AH e relatando tanta satisfação com a terapia, mas não se veem estes depoimentos fora deste forum.. Ora, ficar com este conhecimento restrito chega a ser um crime. Através de comentários em reportagens de jornais e revistas on-line, de forma fácil e de graça, consegui chamar a atenção de muitas pessoas. Algumas até me pediram maiores dados. 

 

Assim damos ao próximo a chance de conhecer, estudar e então, quem sabe, se beneficiar como nós.... 

 

Fazer o bem sem ver a quem..  

 

 

Para reforçar um raciocínio lógico... 

 

DEU NO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO:  

04/06/2009 - 13h56  

 

Remédio contra diabetes aumenta imunidade, afirma pesquisa  

 

Publicidade  

 

da Efe  

 

 

 

Um remédio de uso comum para o controle da diabetes estimula o sistema imunológico e potencializa os efeitos das vacinas e tratamentos contra o câncer. As informações foram publicadas na quarta-feira (3), pela revista "Nature".  

 

 

 

A equipe de pesquisadores, das universidades McGill e da Pensilvânia, descobriu que a metformina --antidiabético muito usado-- aumenta a eficácia dos linfócitos T do sistema imunológico e, portanto, das vacinas antivirais e anticancerígenas.  

 

 

 

Divulgação  

 

 

 

Paciente faz exame de diabetes; remédio comumente utilizado para tratamento da doença reforça o sistema imunológico, diz pesquisa  

 

Os glóbulos brancos, conhecidos como linfócitos T, "guardam lembrança dos patógenos que encontraram durante infecções ou vacinações prévias", o que permite que lutem com mais rapidez contra infecções posteriores.  

 

 

 

Esta "memória imunológica" foi estudada durante anos. Entretanto, até agora, não se conheciam bem os mecanismos celulares envolvidos.  

 

 

 

No entanto, os pesquisadores afirmam agora que podem "utilizar os tratamentos diabéticos para manipular a resposta das células T e aumentar a resposta do sistema imunológico perante as infecções e o câncer".  

 

 

 

O especialista Russell Jones, da Universidade McGill, explicou que muitos genes que intervêm na regulação da diabetes também têm um papel na progressão do câncer. Além disso, existem dados que indicam que os diabéticos são mais propensos a certos tipos de câncer.  

 

 

 

Jones disse que o estudo é o primeiro a sugerir que "se centrando nas mesmas vias metabólicas que desempenham um papel na diabetes, é possível alterar positivamente a capacidade de resposta do sistema imunológico".  

 

 

 

Os pesquisadores descobriram "por acaso" que a maneira como os linfócitos T metabolizam ou queimam os ácidos graxos após um pico de infecção é "essencial para criar a memória imunológica."  

 

 

 

Eles decidiram empregar a metformina, remédio que atua no metabolismo dos ácidos graxos, para reforçar o processo de criação da memória imunológica, e demonstraram em cobaias que o medicamento "reforça a memória das células T e a consequente imunidade protetora de uma vacina anticancerígena experimental".  

 

 

 

Os resultados sugerem que tratamentos correntes contra a diabetes que atuam no metabolismo celular poderiam aumentar a memória das células T, estimulando o sistema imunológico, o que poderia levar a novas estratégias para vacinas e tratamentos contra o câncer.  

 

 

 

Leia mais sobre imunidade  

 

 

 

Associação de exames ajuda a detectar câncer anal  

 

Algas marinhas e agentes "brilhantes" podem ajudar no tratamento de artérias  

 

Crise aumenta estresse e procura por check-ups  

 

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u576539.shtml  

 

 

 

Mas peraí!!! Não seria então este tratamento, um estímulo imunológico? E que aumenta os macrófagos?  

 

Então, a Ah não procede o mesmo fenômeno, só que sem efeitos colaterais e muito mais barato?  

 

Então não seriam os macrófagos, que multiplicados pela AH ou por este remédio, combateriam cânceres?  

 

Então o Dr. Moura, o Dr. Paulo Varanda, o médico americano que trabalhou no Brasil por mais de 14 anos e que usando clonagem de células (macrófagos) curou câncer de pele em faze terminal, quando afirmam que Imunoterapia, de uma forma ou de outra, a maior arma para combater cânceres?  

 

De novo querem reinventar a Ah com tecnologia, efeitos pirotécnicos e dependência de Médicos e equipamentos caros..  

 

Olivares Rocha
44 anos
- RJ

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Quarta-feira, 1 de dezembro de 2021 - 06:32:06
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2021)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org