Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 4.012.098 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 No site Seria Walter Medeiros um bêbado mentiroso e

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
2886
Quinta-feira, 3 de setembro de 2009 - 22:23:12

No site Seria Walter Medeiros um bêbado mentiroso e arrogante? 

http://uoleo.wordpress.com/2009/08/25/seria-walter-medeiros-um-bebado-mentiroso-e-arrogante/#comment-851 

 

 

O seu comentário está aguardando moderação. 

 

Seria o Igor, um arrogante marionete de interesses escusos? Ou só um verborrágico papagaio imitador de médico de algibeira? 

Sua perseguição contra a terapia e contra quem a defende denota estranheza.. Fala o que quer mas não deixa ouvir respostas… No seu ouro blog, onde a censura impera, só postou o que lhe convinha e só rsponderma o sr e o Dr. Namur, o que interessavam, evitando confrontar-se com oa fatos e dados apresentados… E ainda tem a desfaçatez de dizer que são os outros, os que defendem voluntaria e altruísticamente um tratamento coberto por pesquisas abalizadoras, registros históricos, e testemunhos incontestes que atacam os interlocutores e não suas idéias e provas?… Para não gastar mais meu tempo com este tipo de raciocínio dogmatizante, repito aqui, o post que sonegou no outro blog…: 

Novo comentário no site: Auto-Hemoterapia e a medicina da Idade Média de mãos dadas  

 

em http://scienceblogs.com.br/uoleo/2009/08/auto-hemoterapia_e_a_medicina.php  

 

Marcelo poderia tentar enviar p/ mim, que nao estou conseguindo?  

 

“”  

 

Obrigado pela atenção e consideração, por mais que minhas opiniões pareçam ofende-lo..  

 

Enviei por e-mail. Caso não receba, posso reenviar. Meu email é Olivares@oi.com.br  

 

Ou pode obtê-las no site http://www.orientacoesmedicas.com.br/ver_opiniao.htm  

 

De qualquer forma vou responder às suas indagações, dentro de minha limitada capacidade…  

 

Sendo que sua primeira manifestação foi respondida no parágrafo superior, aí vão as outras:  

 

2 – Não creio que isso seja possível, afinal, a indústria do carvão, do petróleo ou da eletricidade, por exemplo, ficariam inertes, passíveis diante desta ameaça á sua fonte de renda? Creio, conversando com meus botões que não. Basta lembrar que 70% das maiores indústrias são petrolíferas… Na competição industrial, por exemplo, nem sempre o melhor é o que se estabelece.. Mas a que dá maiores lucros… Veja o caso da Aple e da Microsoft…é pouco? Então temos a energia solar X hidrelétricas…Mais? carros elétricos de Henry Ford X os movidos à gasolina dos outros fabricantes… e por aí vai….  

 

3- a falta de resultados será que não se devem à falta de pesquisas?  

 

E essa falta de pesquisas não se devem à falta de recursos, investimentos?  

 

E isso, a falta de investimentos não se devem á falta de…investidores?  

 

E estes não dão o ar da graça por falta de retorno destes investimentos? Da falta de qualquer vislumbre de lucros?  

 

(me mostre uma pesquisa pública ou não que não tenha a ingerência dos lab farma. privados…reportagem da revista Superinteressante de setembro de 2009, páginas 84 a 89 – Verdades Inconvenientes sobre a Indústria farmacêutica, ou o livro A verdade Sobre Os Laboratórios farmacêuticos, de Marcia Rangel, editora Record, ou a reportagem Receita Marcada, da Tv Band, no Youtube.. bem… mais dados: Google. Vai achar rapidinho.) Vc conhece o óleo de copaíba? Sabe que ele é usado há 500 anos? E que depois que a UNICAMP, através de um convênio com um lab farma. pesquisou e comprovou o que sabemos há séculos, este óleo tem poderes cicatrizantes, bactericidas antiinflamatório, e ingerido, tantas outras…A ANVISAS proibiu seu uso… O dito lb. Farma quer sintetizar 9criar uma cópia sintética0 e patentear… Qual a intenção? Tirar do mercado um produto barato, secular, de fácil aquisição e colocar um. remedinho dele inspirado… químico que terá pode-se imaginar, diversos pequenos efeitos colaterais…  

 

Dirão que a indústria tem este direito, que é feita para ter lucro… Certo… Mas uma das principais funções do Estado moderno não é gerir os interesses do povo junto, e contra na maioria das vezes, os interesses do mercado?… mas isto é outra história, né mesmo?  

 

4 – efeito placebo…. realmente não é o almejado.. e nem é disto que se trata a AH, tendo em vista sue emprego em Veterinária, livremente… a não ser claro, que acredite que animais tenham fé no Veterinário e tenham noção de que não estão afligindo-os à-toa, mas para o seu próprio bem… cobaias, não consigo esquecê-las… por que?  

 

5- não veja irracionalidade na comparação… Mostrei que se as autoridades tivessem tanta certeza assim da ineficácia e riscos da AH, poderiam, deveriam e precisariam prová-lo aos que estão fazendo há anos, com receita médica ou não… Afinal, a Ah foi autorizada oficialmente… de repente, sem qualquer fato corroborador, proibiram… Será que estes não mereciam mais que uma simples proibição impositiva, sem lógica, sem provas? O usuário crédulo em sua eficácia, por uma, por ter sido receitado por médico, por outra porque viu seus benefícios produzindo efeitos benfazejos em sua saúde ( notará que este tipo de relato é padrão nos fóruns sobre o tema..) não merece mais que esta proibição baseada num parecer? Sem testes, sem provas, sem queixas… Daí a comparação.. por mais hediondo que seja o crime, por mais revolta que a população sinta pelo criminoso, este recebe todo o direito constitucional de um julgamento isento ao máximo possível… e a AH? E os usuários dela? Nada? Negar que a terapia vem se disseminando dia-a-dia e que cada novo usuário se torna um difusor quer queira ou não, ao se observarem os efeitos da Ah em sua saúde, é tentar tapar o sol com peneira velha.. uma falácia…Achar que estes acreditarão mais num parecer burocrático, diante de tantas provas incontestes, de século de receita médica sem queixa registrada, de seu emprego em Veterinária, de tantas terapias que copiam dela o princípio básico: o sangue injetado age como estímulo, provocando cura, é pedir submissão demais para as pessoas…este tipo de raciocínio é que é irracional… Dogma científico…  

 

( reportagem do fantástico,de abril de 2007: http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL696720-15605,00.html  

 

“Até hoje, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Conselho Federal de Medicina não recebam relatos de danos provocados pela auto-hemoterapia.”)  

 

Distribuo um livreto com mais de 150 páginas sobre a terapia, há mais de 2 anos.. Conheci mais de 4 médicos que receitavam esta terapia, durante esta distribuição… Fora os muitos que se manifestam na internet, em defesa da AH… A primeira prova que colhi sobre o emprego da Ah aqui foi:  

 

A AH E A GRIPE ESPANHOLA DE 1918  

 

RELATOS DA (RE)CONSTRUÇÃO DO SABER MÉDICO DURANTE A GRIPE DE 1918  

 

Foram obtidos resultados positivos tanto com pessoas vacinadas com filtrado de escarro (seis indivíduos), quanto com as que se submeteram a auto-hemoterapia (quarenta e nove pessoas). Fonte http://www.preac.unicamp.br/memoria/textos/Liane%20Maria%20Bertucci%20-%20completo.pdf  

 

Desde então a Ah vem sendo receitada com maior ou menor intensidade…mas nuca de todo abandonada… procure um médico ou enfermeiro com mais de 30 anos de profissão e veja se a Ah não é memória recorrente na vida profissional deles…  

 

Sob clima conspiratório da BIG PHARMA, forneci no meu primeiro comentário, que ainda não foi publicado, alguma coisa que pode vir a fazer pensar sobre. Mas vou repetir alguns:  

 

O Livro A Verdade Sobre os Laboratórios Farmacêuticos, de Marcia Rangel, editora Record, a revista Superinteressante edição nas bancas, de setembro de 2009: REPORTAGEM NA SUPERINTERESSANTE, EDIÇÃO DE SETEMBRO DE 2009, PÁGINA 84  

 

INDÚSTRIA FARMACÊUTICA  

 

A sua saúde nem sempre vem em 1º lugar na hora de  

 

Desenvolver e distribuir remédios.  

 

Ou a reportagem RECEITA MARCADA, da tv Band, no Youtube, de graça, ou…. bom.. Deixa que no Google ta tudo lá.. Basta querer achar…  

 

Esse seu posicionamento ortodoxo, ufanista, sequer merece comentários… Se crê em filantropia industrial dos lab. farma, não resta comentários…  

 

Bem diz Peter Rost, Médico, ex-vice-presidente de Marketing da Pfizer. Demitido por denunciar práticas ilegais do laboratório. Na reportagem O ex-executivo da Pfizer diz que as práticas da indústria farmacêutica são ilegais e antiéticas, da revista Época, de 02/08/07:  

 

“Não há interesse em desenvolver medicamentos que possam acabar com doenças conhecidas há décadas”  

 

ÉPOCA – Então, não podemos mais confiar nos laboratórios?  

 

Rost– Não, não podemos confiar. A preocupação principal deles é ganhar dinheiro. As pessoas têm de se conscientizar disso. Cobrar posições claras de seus médicos, que também não são confiáveis, pois seguem as regras da indústria. Eles receitam o remédio do laboratório que lhes dá mais vantagens, como presentes ou viagens. É uma situação difícil para o paciente. Por isso, é importante ter a opinião de mais de um médico sobre uma doença. E checar se ele é ligado à indústria. Como saber? Verifique quantos brindes de laboratório ele tem no consultório. Se houver mais de cinco, é mau sinal.  

 

ÉPOCA – Os laboratórios são acusados de ganhar dinheiro ao lançar remédios com os mesmos efeitos de outros já no mercado. O senhor concorda com essas acusações?  

 

Rost – Sim. Eles desenvolvem drogas parecidas com as que já estão à venda. Não necessariamente são as mesmas substâncias químicas. No geral, são as que apresentam os mesmos efeitos colaterais. É por isso que existem dezenas de antiinflamatórios e de antidepressivos. É muito fácil criar um remédio quando já se conhecem os resultados e as desvantagens para o paciente.  

 

fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG78228-8055-480,00.html  

 

6 – Quem não entendeu a Ah foi vc… ou não quer entender… Não sei por que motivos ou interesses… o mais visível é querer ser engraçado, adulado, posicionando-se comodamente junto à posição oficial, sem raciocinar e sem pesquisar, usando da necessária isenção e conhecimento de causa para criticar alguma coisa com base….  

 

Qual a denúncia contra a AH?  

 

Sei que até a presente data não há registro…  

 

Qual o risco de um hematoma? (que é a versão natural da AH:  

 

Desconheço… sabe de algum?  

 

Então.. por que proibiram as pesquisas?  

 

Não proibiram? Não é o que dizem os médicos. Dr. João Veiga, ex-Secretário de Saúde de Olinda procedia a um e teve de parar…  

 

Com a racionalidade que tem, me explique, por favor, qual a diferença fisiológica entre a AH e um hematoma… ou entre a Ah e as terapias PRP, PPP, tampão sanguíneo peridural e oftalmológico, fator de crescimento plaquetário, etc…  

 

7 – Sobre leis… Mais um terreno perigoso… Mas vejamos…  

 

inciso II do art. 5º da CF/88; interpretando-se de outra forma, o cidadão não é obrigado a abandonar a prática da auto-hemoterapia porque não há lei que o exija.  

 

A própria ANVISA não conseguiu e nem tem competência legal para tipificar a prática da auto-hemoterapia como crime, pois, a lei nº 6.437, de 20 de agosto de 1977, na qual se baseou para emitir parecer proibitivo da terapêutica, é uma lei de caráter puramente administrativo, não penal. Como se pode ver, nos incisos I a XI de seu art. 2º, as punições previstas são todas administrativas… como Não há crime sem lei que o preveja, onde está a ilegalidade da AH???  

 

8- Vc afirma que a AH é proibida no mundo… Poderia citar um país que proibiu a Ah? (Fora o nosso, claro…)  

 

Então fica assim… Nada vale a Ah… pois quem usa é inconseqüente, os médicos que prescreveram a Ah durante 100 anos, são picaretas, malucos ou desavisados, os trabalhos científicos comprovando sua eficácia, pífios, os livros médicos registrando a Ah como tratamento, brasileiros ou estrangeiros, novos ou velhos, são obras de alucinados ou conspiradores, os países em que a Ah é de livre receita médica, irresponsáveis, os benefícios, inclusive em animais, placebo… Muito científica esta sua análise…  

 

9 – Aproveitando… como noto que vc é uma pessoa muito instruída e bem informada, tenho certeza que deve saber que sangrias, uso de vermes de moscas e sanguessugas, por exemplo, estão voltando e mostrando seu valor… em centro de pesquisas e hospitais de ponta, diga-se de passagem… e acho que quem está perdendo foco sobe a Ciência é vc… comprovação científica não é a observação de um resultado e sua repetição controlada? “” 

 

Olivares Rocha
44 anos
- RJ

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

 Sexta-feira, 4 de setembro de 2009 - 00:06:45 

Olivares amigo 

Estou tentando postar mais mensagens lá no primeiro site, mas não estão indo. Neste segundo site então, nenhuma passsou. 

Agora vou aguardar um pronunciamento de um dos dois, do Dr Munir ou do Igor. 

Assim poderemos pensar em mais respostas. 

Eles realmente estão muito provocativos.  ... (total de 381 caracteres)

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)    



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2021)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org