Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 2.240.977 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 ---------- Mensagem encaminhada ---------- De: Viviane

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
4264
Terça-feira, 13 de julho de 2010 - 13:03:44
189.63.214.61

---------- Mensagem encaminhada ---------- 

De: Viviane Monteiro 

Data: 13 de julho de 2010 11:45 

Assunto: Descubra como rejuvenescer usando seu próprio sangue 

 

 

Terça, 13 de julho de 2010, 08h45  

Descubra como rejuvenescer usando seu próprio sangue 

 

Patrícia Ruzene 

 

O PRP, plasma rico em plaquetas, é o nome da técnica que consiste em injetar o plasma do próprio paciente para combater a flacidez e amenizar o aspecto das rugas 

 

Para quem quer experimentar diferentes técnicas de rejuvenescimento deve se preparar para dar o sangue a favor da beleza. Isso porque um novo tratamento estético tem como principal medicamento o próprio sangue do paciente. O PRP, plasma rico em plaquetas, é o nome da técnica que consiste em injetar o plasma do próprio paciente para combater a flacidez e amenizar o aspecto das rugas. 

 

O procedimento é relativamente simples. Cerca de 200 ml de sangue do paciente são colocados num tubo com citrato de sódio, uma substância que evita a coagulação. Em seguida, o líquido é centrifugado por dez minutos num aparelho específico utilizado em laboratórios clínicos e acrescenta-se cloreto de cálcio, que estimula a ruptura das plaquetas. "Quando as pequenas injeções são aplicadas, as plaquetas se replicam, ativando o processo de crescimento celular. É isso que estimula a síntese de um novo colágeno, principalmente o do tipo 3, que é similar ao de uma criança", disse o médico Erasmo Tokarski, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica do Distrito Federal. 

 

Para que o paciente possa se submeter a esse procedimento primeiro é necessário um hemograma em que se constata qualquer alteração sanguínea, uso de medicamentos anticoagulantes ou que possuem infecção ativa, que podem prejudicar o bom resultado do tratamento estético. Mas, de uma maneira geral, o PRP é indicado para todas as pessoas acima dos 35 anos com flacidez moderada, e pode ser aplicado no rosto, colo, pescoço e dorso das mãos. 

 

São necessárias, em média, três sessões (uma por mês) sendo que os resultados começam a aparecer 15 dias após a primeira aplicação. A manutenção varia de acordo com o grau de flacidez e pode ser feita a cada seis meses ou um ano. No Brasil são poucas as clínicas de estética que trabalham com o procedimento, e o valor de cada sessão varia entre R$ 800 e R$ 1 mil. 

Redação Terra 

 

http://beleza.terra.com.br/mulher/interna/0,,OI4562262-EI7590,00-Descubra+como+rejuvenescer+usando+seu+proprio+sangue.html  

 

 

Marcelo Fetha    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Terça-feira, 21 de fevereiro de 2017 - 13:29:42
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2017)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org