Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 3.775.457 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 http://scienceblogs.com.br/uoleo/2009/09/auto-hemoterapia_e_

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
2902
Segunda-feira, 7 de setembro de 2009 - 14:25:24

http://scienceblogs.com.br/uoleo/2009/09/auto-hemoterapia_e_a_ignoranci.php 

 

Boa tarde Dr. Munir Massud 

Boa tarde Sr. Igor 

Boa tarde à todos 

 

SR. IGOR: 

 

- Agradeço-lhe por ser uma pessoa leal, e não apagar os comentários que são contra suas crenças. Obrigado também por permitir a nós (defensores da AHT), de nos expressarmos em seu espaço 

 

DOUTOR MUNIR MASSUD:  

 

- Obrigado pelo seu comentário abaixo. 

FAÇO MINHAS AS SUAS PALAVRAS (vide comentário 65 abaixo), POIS QUEM SE SENTE LISONJEADO E HONRADO POR TER ME ESCOLHIDO SOU EU. Não encontrará em mim um campo hostíl para caminhar, e muito menos um crítico à sua altura, MAS sim econtrará alguém que lhe retribui à altura, a mesma cortesia que teve para comigo. Em retribuição aos seus conhecimentos que muito me serão valiosos, eu lhe ofereço a minha leiga experiência de médico sem diploma. E ainda ouso EQUIparar a sua integridade à minha. E como Docente que é, agradeço-lhe pela primeira lição, que eu já sabia e sempre me esqueço de praticar. Em outras palavras, a sua humildade que muito que eu faço questão e tenho o dever em ressaltar. Assim seja benvindo ao diálogo, será um imenso prazer dialogar, aprender e juntos tentarmos encontrar uma solução razoável para esta situação. 

 

E A TODOS: 

 

- Eu peço humildemente que de agora em diante antes de postarem novos comentários, reflitam que nós a esta altura seremos como os governantes do planeta, discutindo sobre o futuro do humanidade, numa questão de vida ou morte, que envolve a vida de bilhões de pessoas. 

 

Vamos portanto meditar sobre estas lições que estarão logo abaixo, pois de TODOS nós dependerá qual será o FIM que destinaremos a esta importante discussão. 

 

AINDA POSTAREI um novo comentário que me consome há dois dias, mas juntos refletiremos o início e o meio desta situação. 

 

E as três primeiras lições que peço a todos meditar, são os ensinamentos do CHICO XAVIER, (não é preciso acreditar em espiritualidade, mas sim refletir sobre o que elas nos ensinam). 

- para sentir a dor do nosso próximo, vamos nos colocar no lugar dele, e assim saberemos o que ele sente; 

- não é magoando ao nosso próximo que aliviaremos nossa própria dor; 

- E certo que ninguém pode voltar atrás e fazer um novo começo, MAS É MAIS CERTO AINDA QUE QUALQUER UM pode começar agora e fazer um novo fim. 

"CHICO XAVIER" 

 

E por fim, por enquanto, eu quero dizer que não é um defensor de uma causa que lhes fala, mas sim um filho que enterrou um pai no dia do seu aniversário, e que não enterrará um filho sem lutar. Pois se com Deus já fiz todas as propostas, e até lhe disse todos os palavrões que eu sabia, em permuta da minha própria vida, em favor da saúde e vida a longa ao meu filho cujo cancer acomete. Sou um espirita confuso, que com muita luta conta si mesmo, tenta seguir os principios de Deus, Jesus, Buda, Confucio, Chico Xavier e tantos outros Mestres. E que também vai às Igrejas do "Em nome do Senhor Jesus", porque os pastores determinaram a cura de meu filho, e vão levar todos os dízimos que eu puder ofertar. E quem encontrar o diabo por aí, diga-lhe que minha alma está a venda, e o preço que ele terá que pagar: é saúde e vida longa a meu filho. Pois meu filho me disse coisas, que eu pelo meu orgulho não tive tempo de dizer a meu pai, e hoje só posso, após muito arrependimento, transmitir-lhe em pensamento. 

 

Vamos refletir também sobre os textos dos PS.s abaixo, pois eles nos auxiliarão a acalmar os ânimos, a fim de raciocinarmos melhor. E refletir ainda, sobre o que somos perante o Criador, e principalmente sobre o nosso modo de interagir na Terra, e das lições que da Vida colhemos. 

 

Que Deus nos abençõe à todos, e que juntos possamos trazer luz às nossas razões, e fazermos com que a CIÊNCIA e EXPERIÊNCIA se deêm as mãos para resolvermos esta questão. 

 

Cordialmente, 

 

Marcelo 

 

 

PS: POSTAREI AINDA UM NOVO COMENTÁRIO conforme citei acima, daqui uns dias quando terminá-lo. 

 

 

PS - DOUTOR MUNDIR MASSUD: 

 

COMENTÁRIO: 65 

Senhor Marcelo Fetha: 

Suas perguntas são oportunas e merecem as melhores respostas possíveis. Eu o farei oportunamente, dentro das limitações dos meus conhecimentos, na esperança sincera de que possamos chegar a um entendimento razoável sobre esta matéria. Peço-lhe um pouco de paciência, pois este debate está me tomando muito tempo e tenho muitas ocupações, inclusive parei de trabalhar na minha tese de doutoramento. Vou tentar lhe dar a melhor resposta possível, pois o senhor foi cordial e realmente está desejando dialogar, aprender e informar o que conhece. Fico honrado que a sua escolha recaia sobre mim. Farei o melhor possível logo que possa. 

Cordialmente, 

Munir Massud 

Posted by: munir massud | setembro 5, 2009 2:20 AM 

 

 

 

PS - CHICO XAVIER: 

 

VOCÊ MESMO: 

 

Lembre-se de que você mesmo é o melhor secretário de sua tarefa, o mais eficiente propagandista de seus ideais, a mais clara demonstração de seus princípios, o mais alto padrão do ensino superior que seu espírito abraça e a mensagem viva das elevadas noções que você transmite aos outros. Não se esqueça, igualmente, de que o maior inimigo de suas realizações mais nobres, a completa ou incompleta negação do idealismo sublime que você apregoa, a nota discordante da sinfonia do bem que pretende executar, o arquiteto de suas aflições e o destruidor de suas oportunidades de elevação - é você mesmo. 

Francisco Cândido Xavier 

 

 

TUDO É AMOR: 

 

Vida é o Amor existencial. 

Razão é o Amor que pondera. 

Estudo é o Amor que analisa. 

Ciência é o Amor que investiga. 

Filosofia é o Amor que pensa. 

Religião é o Amor que busca Deus. 

Verdade é o Amor que se eterniza. 

Ideal é o Amor que se eleva. 

Fé é o Amor que se transcende. 

Esperança é o Amor que sonha. 

Caridade é o Amor que auxilia. 

Fraternidade é o Amor que se expande. 

Sacrifício é o Amor que se esforça. 

Renúncia é o Amor que se depura. 

Simpatia é o Amor que sorri. 

Altruísmo é o Amor que se engrandece. 

Trabalho é o Amor que constrói. 

Indiferença é o Amor que se esconde. 

Desespero é o Amor que se desgoverna. 

Paixão é o Amor que se desequilibra. 

Ciúme é o Amor que se desvaira. 

Egoísmo é o Amor que se animaliza. 

Orgulho é o Amor que envenena. 

Sensualismo é o Amor que se enlouquece. 

Vaidade é o Amor que se embriaga. 

Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do do amor, não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente. 

 

"A VIDA È CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR" 

 

"CHICO XAVIER" 

 

 

PS - JUÍZ ILUMINADO: 

 

O artigo de um juiz, publicado em jornal de grande circulação, é de causar emoção nas almas mais insensíveis. Seu artigo diz o seguinte: 

 

"Indaga-me, jovem amigo, se as sentenças podem ter alma e paixão. O esquema legal da sentença não proíbe que tenha alma, que nela pulsem vida e emoção, conforme o caso. Na minha própria vida de juiz senti muitas vezes que era preciso dar sangue e alma às sentenças" 

 

Como devolver, por exemplo, a liberdade a uma mulher grávida, presa porque trazia consigo algumas gramas de maconha, sem penetrar na sua sensibilidade, na sua condição de pessoa humana? Foi o que tentei fazer ao libertar Edna, uma pobre mulher que estava presa há oito meses, prestes a dar à luz, com o despacho que a seguir transcrevo: A acusada é multiplicadamente marginalizada: Por ser mulher, numa sociedade machista... 

 

Por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta. Por ser prostituta, desconsiderada pelos homens, mas amada por um Nazareno que certa vez passou por este mundo. Por não ter saúde. Por estar grávida, santificada pelo feto que tem dentro de si. Mulher diante da qual este juiz deveria se ajoelhar numa homenagem à maternidade, porém que, na nossa estrutura social, em vez de estar recebendo cuidados pré-natais, espera pelo filho na cadeia. 

 

É uma dupla liberdade a que concedo neste despacho: liberdade para Edna e liberdade para o filho de Edna que, se do ventre da mãe puder ouvir o som da palavra humana, sinta o calor e o amor da palavra que lhe dirijo, para que venha a este mundo, com forças para lutar, sofrer e sobreviver. 

 

Quando tanta gente foge da maternidade... Quando pílulas anticoncepcionais, pagas por instituições estrangeiras, são distribuídas de graça e sem qualquer critério ao povo brasileiro... Quando milhares de brasileiras, mesmo jovens e sem discernimento, são esterilizadas... Quando se deve afirmar ao mundo que os seres têm direito à vida, que é preciso distribuir melhor os bens da terra e não reduzir os comensais... Quando, por motivo de conforto ou até mesmo por motivos fúteis, mulheres se privam de gerar, Edna engrandece hoje este Fórum, com o feto que traz dentro de si. Este juiz renegaria todo o seu credo, rasgaria todos os seus princípios, trairia a memória de sua mãe, se permitisse sair Edna deste Fórum sob prisão. 

 

Saia livre, saia abençoada por Deus... Saia com seu filho, traga seu filho à luz... Porque cada choro de uma criança que nasce é a esperança de um mundo novo, mais fraterno, mais puro, e algum dia cristão... Expeça-se incontinenti o Alvará de Soltura." 

 

* O artigo vem assinado pelo meritíssimo juiz João Batista Herkenhoff, livre-docente da Universidade Federal do Espírito Santo - Brazil. 

 

 

 

PS - RELATO DE UM ONCOLOGISTA: 

 

ESTE É UM RELATO DE UM ONCOLOGISTA. ALIÁS UM MÉDICO DE VERDADE. 

 

Duvido que quem leia este texto, não fique com um nó na garganta, e também passe a refletir sobre a maneira como tem vivido. 

Se todos os médicos pensassem assim, e como dizia André Luiz: Ah, se os médicos orassem. 

 

O QUE É SAUDADE? 

 

Rogério Brandão Médico oncologista clinico RC Recife Boa Vista D4500 Cremepe 5758" 

 

Esse pps é um relato de vida maravilhoso vivido por esse médico, e que se aplica a todos nós com certeza, tornando-nos mais humanos e solidários, para com nosso irmãozinho 

 

Médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional, com toda vivencia e experiência que o exercício da medicina nos traz, posso afirmar que cresci e me modifiquei com os dramas vivenciados pelos meus pacientes. Dizem que a dor é quem ensina a viver. 

 

Não conhecemos nossa verdadeira dimensão, até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além. Descobrimos uma força mágica que nos ergue, nos anima, e não raro, nos descobrimos confortando aqueles que vieram para nos confortar. Um dia, um anjo passou por mim... 

 

No início da minha vida profissional, senti-me atraído em tratar crianças, me entusiasmei com a oncologia infantil. Tinha, e tenho ainda hoje, um carinho muito grande por crianças. Elas nos enternecem e nos surpreendem como suas maneiras simples e diretas de ver o mundo, sem meias verdades. 

 

Nós médicos somos treinados para nos sentirmos "deuses". Só que não o somos! Não acho o sentimento de onipotência de todo ruim, se bem dosado. É este sentimento que nos impulsiona, que nos ajuda a vencer desafios, a se rebelar contra a morte e a tentar ir sempre mais além. 

 

Se mal dosado, porém, este sentimento será de arrogância e prepotência, o que não é bom. Quando perdemos um paciente, voltamos à planície, experimentamos o fracasso e os limites que a ciência nos impõe e entendemos que não somos deuses. Somos forçados a reconhecer nossos limites! 

 

Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional. Nesse hospital, comecei a freqüentar a enfermaria infantil, e a me apaixonar pela oncopediatria. Mas também comecei a vivenciar os dramas dos meus pacientes, particularmente os das crianças, que via como vítimas inocentes desta terrível doença que é o câncer. 

 

Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento destas crianças. Até o dia em que um anjo passou por mim. Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada porém por 2 longos anos de tratamentos os mais diversos, hospitais, exames, manipulações, injeções, e todos os desconfortos trazidos pelos programas de quimioterapia e radioterapia. 

 

Mas nunca vi meu anjo fraquejar. Já a vi chorar sim, muitas vezes , mas não via fraqueza em seu choro. Via medo em seus olhinhos algumas vezes, e isto é humano! Mas via confiança e determinação. Ela entregava o bracinho à enfermeira, e com uma lágrima nos olhos dizia: faça tia, é preciso para eu ficar boa. 

 

Um dia, cheguei ao hospital de manhã cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. E comecei a ouvir uma resposta que ainda hoje não consigo contar sem vivenciar profunda emoção. 

 

Meu anjo respondeu: -Tio, disse-me ela, às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores. Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade de mim. Mas eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para esta vida! Pensando no que a morte representava para crianças, que assistem seus heróis morrerem e ressuscitarem nos seriados e filmes, indaguei: 

 

- E o que morte representa para você, minha querida? -Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e no outro dia acordamos no nosso quarto, em nossa própria cama não é? (Lembrei minhas filhas, na época crianças de 6 e 2 anos, costumavam dormir no meu quarto e após dormirem eu procedia exatamente assim.) - É isso mesmo, e então? -Vou explicar o que acontece, continuou ela: -Quando nós dormimos, nosso pai vem e nos leva nos braços para o nosso quarto, para nossa cama, não é? - É isso mesmo querida, você é muito esperta! 

 

Olha tio, eu não nasci para esta vida! -Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira! Fiquei "entupigaitado" . Boquiaberto, não sabia o que dizer. Chocado com o pensamento deste anjinho, com a maturidade que o sofrimento acelerou, com a visão e grande espiritualidade desta criança, fiquei parado, sem ação. -E minha mãe vai ficar com muitas saudades minha, emendou ela. 

 

Emocionado, travado na garganta, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei ao meu anjo: - E o que saudade significa para você, minha querida? 

 

- Não sabe não tio? -Saudade é o amor que fica! 

 

Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um dar uma definição melhor, mais direta e mais simples para a palavra saudade: é o amor que fica! Um anjo passou por mim... Foi enviado para me dizer que existe muito mais entre o céu e a terra, do que nos permitimos enxergar. Que geralmente, absolutilizamos tudo que é relativo (carros novos, casas, roupas de grife, jóias) enquanto relativizamos a única coisa absoluta que temos, nossa transcendência. 

 

Meu anjinho já se foi, há longos anos. Mas me deixou uma grande lição, vindo de alguém que jamais pensei, por ser criança e portadora de grave doença, e a quem nunca mais esqueci . Deixou uma lição que ajudou a melhorar a minha vida, a tentar ser mais humano e carinhoso com meus doentes, a repensar meus valores. 

 

Hoje, quando a noite chega e o céu está limpo, vejo uma linda estrela a quem chamo "meu anjo, que brilha e resplandece no céu. Imagino ser ela, fulgurante em sua nova e eterna casa. Obrigado anjinho, pela vida bonita que teve, pelas lições que ensinaste, pela ajuda que me deste. Que bom que existe saudades! O amor que ficou é eterno. 

 

 

 

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 2 comentários  -  2 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

 Segunda-feira, 7 de setembro de 2009 - 15:05:56 

Amigo Olivares 

 

Concordo sempre e concordarei com voce. Pois aprendi muito e conheci muito da AHT pelos seus conhecimentos. À altura, e não perdemos a oportunidade de divulgar a nossa causa, e cobrar explicações e respostas para nossas duvidas. 

 

Mas reconheço acima de tudo, que as nossas garras  ... (total de 1158 caracteres)

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)..    

 Segunda-feira, 7 de setembro de 2009 - 14:38:54 

Veja, amigo Marcelo, como um site contra, torna-se quase sem perceber, um cartão postal, um convite à pesquisa ao visitante mais curioso... Assim de novo, vamos divulgando a AH, com argumentos, comparações e cobrança de provas e justificativas contra a AH. Como não tem, apelam para a agressão  ... (total de 498 caracteres)

Olivares Rocha
44 anos
- RJ



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2021)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org