Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 2.207.410 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 CFM CAUSOU DANOS AO DR. LUIZ MOURA --- Walter Medeiros

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
3552
Segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 - 19:43:01
189.123.92.122

CFM CAUSOU DANOS AO DR. LUIZ MOURA 

 

--- Walter Medeiros 

(site do amigo Dr. Walter: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm ) 

 

Uma decisão judicial que condenou a Associação Médica Homeopata Brasileira - AMHB a indenizar um médico que foi caluniado leva à reflexão sobre o caso do Dr. Luiz Moura, que certamente tem direito a uma alta indenização por ter sido chamando de "picareta" e de "mau caráter" pelo presidente do Conselho Federal de Medicina, à época Edson Andrade e outros. A veemente e revoltada afirmação feita em rede nacional de televisão, se deu em 2007, pelo fato do Dr. Moura, aos 82 anos e com 60 anos de profissão, divulgar a auto-hemoterapia. 

 

O exemplo de que o Dr. Luiz Moura tem direito à indenização vem do médico José Paulo Carvalho Favilla Lobo, que recorreu à Justiça (ver em http://sihore.sites.uol.com.br/autor3.html ) por se sentir prejudicado. Na sentença, a juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi condenou a "... ré no pagamento de indenização a título de danos morais e a título de danos materiais, por lucros cessantes. A calúnia ao médico José Paulo Carvalho Favilla Lobo foi feita em espaço restrito, embora público, e não em rede nacional de televisão. Os valores da indenização devem ser, portanto, muito maiores para o Dr. Luiz Moura. 

 

** Veja mais detalhes em matéria assinada pelo jornalista Ubervalter Coimbra. 

 

CFM DEVE INDENIZAÇÃO DE BILHÕES DE REAIS AO DR. LUIZ MOURA POR CALÚNIA 

 

--- Ubervalter Coimbra 

 

O Dr. Luiz Moura tem direito a indenização de bilhões de reais por ter sido chamando de "picareta" e de "mau caráter", com veemência, em rede nacional de televisão por divulgar a auto-hemoterapia, em 2007. O médico tem 60 anos de profissão e é elogiado pelos seus clientes como um profissional humano e competente. 

A "acusação" ao médico, então com 82 anos, foi feita pelo próprio presidente do Conselho Federal de Medicina à época, Edson Andrade. A fila dos detratores, cujos órgãos dirigiam à época e também devem indenizações bilionárias ao médico, é grande: inclui o presidente da Sociedade de Hematologia, Carlos Chiattone, e a presidente do Conselho Federal de Enfermagem, Dulce Bais. 

O exemplo de que o dr. Luiz Moura tem direito à indenização vem do médico José Paulo Carvalho Favilla Lobo, que recorreu à Justiça (ver em http://sihore.sites.uol.com.br/autor3.html ) por se sentir prejudicado. Na sentença, a juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi condenou a "... ré no pagamento de indenização a título de danos morais, no valor equivalente a oitenta salários mínimos, convertidos na data do efetivo pagamento e a título de danos materiais, por lucros cessantes, em valor a ser apurado em sede de liquidação..." . 

A calúnia ao médico José Paulo Carvalho Favilla Lobo foi feita em espaço restrito, embora público, e não em rede nacional de televisão. Os valores da indenização serão, portanto, muito maiores para o Dr. Luiz Moura. 

O Dr. Favilla Lobo desenvolve sistemas de computação que ajudam os médicos homeopatas no seu trabalho. Uma das versões é o SIHORE MÁXIMO V3.0 Informatização de consultório médico . 

Sobre o processo que fez na Justiça, diz o médico. "Defesa do Sihore Sou médico homeopata e engenheiro. Fiz o SIHORE para meu trabalho em consultório. Infelizmente alguns poucos médicos na direção da AMHB resolveram me caluniar dizendo que minha conduta por vender meu software sem pedir CRM era anti-ético. Publicaram nos jornais das associações bem como nos seus sites. Mas os colegas não sabiam que tudo isto era para tirar um concorrente, já que o presidente desta associação revendia outros softwares. O CRM me deu razão, dizendo que soft é igual a livro e qualquer um pode ter acesso. Aliás, no site de alguns concorrentes está que o soft é só para médicos mas se a pessoa ainda estiver estudando pode comprar também. E se ele não se formar, como fica? 

Como o que fizeram foi calúnia, fui a justiça, que levou cerca de 9 anos para a total decisão a meu favor. Reparem que na sentença do meritíssimo juiz muitos colegas médicos atestaram que SIHORE é BOM, FUNCIONA E QUE FIZERAM ISTO POR SER MAIS BARATO QUE OS OUTROS. 

A seguir a sentença para que todos vejam o absurdo que fizeram, já que eu era membro desta associação. 

PRIMEIRA VARA CÍVIL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE SÃO PAULO. 

PROCESSO 000.00.598804-7 1 - VISTOS. 

José Paulo Carvalho Favilla Lobo ingressou com ação de indenização em face de AMHB - Associação Médica Homeopática Brasileira, alegando ser médico credenciado pelo CRM-ES, desenvolvendo o programa informatizado "SIHORE", devidamente registrado, que foi objeto de retaliação pela ré, que publicou notas desabonadoras que consideravam o programa antiético e orientavam os médicos a não comprá-lo. Afirma ter perdido clientes em virtude de tal fato, pretendendo a condenação da ré no pagamento de lucros cessantes, no valor de r$60.000,00 e de danos morais, no valor de R$30.200,00. Dando a causa o valor de R$90.200,00. ..." 

Em trecho da sentença, a juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi, diz sobre a Associação Médica Homeopática Brasileira: "... Agiu a ré em exercício arbitrário das próprias razões, o que é vedado em nosso ordenamento. Acrescenta-se que a mera veiculação de propaganda do programa em jornais destinados a leigos ou a venda aos mesmos não implica em difundir ou facilitar o exercício ilegal da homeopatia, uma vez que, como bem colocado por diversos médicos cujas declarações foram juntadas, entendimento em sentido contrário tornaria necessário que se impedisse a venda de livros acerca de medicina aos leigos. As testemunhas ouvidas, médicos, confirmaram ter comprado o programa, que funciona bem, relatando como a ré boicotou o mesmo, que era mais barato que os outros programas similares, orientando profissionais em congressos a não comprá-lo, o que afastou compradores e gerou constrangimento ao autor, que teve a sua imagem abalada. Provada a conduta culposa por parte da demandada, o nexo causal entre ela e os danos suportados pelo autor, resta certo o dever de indenizar. ...". 

E sentencia em favor do dr. Favilla Lobo: "... Ante o exposto e tudo o mais que dos autos consta, JULGO PROCEDENTE EM PARTE o pedido do autor para condenar a ré no pagamento de indenização a título de danos morais, no valor equivalente a oitenta salários mínimos, convertidos na data do efetivo pagamento e a título de danos materiais, por lucros cessantes, em valor a ser apurado em sede de liquidação. Tais valores serão atualizados pela tabela prática do ETJ. Ante a pequena parcela de sucumbência do autor, condeno a ré no pagamento das custas, despesas processuais e honorários advocatícios, que fixo em 15% sobre o valor da condenação. Expeça-se o necessário. P.R.I.C. São Paulo, 31 de março de 2006-09-06. CAROLINA NABARRO MUNHOZ ROSSI - JUÍZA DE DIREITO". 

Saiba mais sobre como o dr. Luiz Moura foi atingido em sua honra no artigo "O médico baixou o nível", em http://www.rnsites.com.br/artigo_Natal_RN_01.htm 

 

CFM SE PRECAVEM 

 

O CFM procura se precaver e vai cassar o diploma do dr. Luiz Moura. Ver "Alerta geral: CFM pode cassar registro do dr. Luiz Moura no dia 4 de fevereiro " em http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=3333&u=3250 e em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-cfm.htm 

A condenação do médico só não está consumada, pois o próprio CFM, cuidando da sua retaguarda, "adiou sine die o julgamento do Processo Ético Profissional impetrado contra o Dr. Luiz Moura, que estava marcado para o dia 04 de fevereiro de 2010 no Plenário da entidade. Segundo o advogado do Dr. Moura, Ronaldo Brandão, a informação dada por telefone dava como motivo um outro Processo, da Cidade de Campos-RJ, que deverá ser juntado aos Autos principais para apreciação em um só julgamento". Ver em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm 

A Anvisa, o CFM, o Cofen e o Conselho Federal de Farmácia afirmam que a auto hemoterapia pode gerar riscos aos usuários. Diferentemente do que acreditam estes órgãos, milhares de pessoas, em depoimentos feitos em fóruns de discussão na internet e em entrevistas a outros veículos de comunicação, afirmam dever a vida ao Dr. Luiz Moura. 

Afirmam que fazem o uso da auto-hemoterapia a partir do conhecimento adquirido com a divulgação da técnica no vídeo-documentário. Mesmo sem jamais ter ido ao seu consultório. Afirmam ainda que divulgarão a auto-hemoterapia por todas as formas que puderem e não deixarão de se usufruir dela. O vídeo-documentário pode ser copiado livremente na internet. 

 

AUTO-HEMOTERAPIA 

 

A auto-hemoterapia cura doenças ao aumentar a imunidade em quatro vezes. Custa uma seringa de aplicar injeção, o material de higiene e o trabalho do aplicador. Muitos médicos defendem publicamente a auto-hemoterapia, pois conhecem os seus poderosos efeitos terapêuticos e pedem que o CFM realize pesquisas cientificas sobre a técnica. 

A técnica tem respaldo científico. Em http://books.google.com.br/, pesquisa realizada em 11/01/2010, encontrou 3.537 livros sobre auto-hemoterapia em português, espanhol, francês, italiano, alemão e em inglês. Muitos destes livros apontam doenças hoje endêmicas (tuberculose, hanseníase, alcoolismo), ou epidêmicas (como malária), como sendo curadas pela auto-hemoterapia há décadas. Não há registro de efeitos colaterais indesejados com o uso da técnica. 

Os livros encontrados na pesquisa são modernos. Em alemão, "Praxis der Eigenbluttherapie‎, Harald Krebs" foi escrito em 2007, tem 166 páginas, como se vê em http://books.google.com.br/books?id=v9VCpONbKswC&printsec=frontcover&dq=eigenbluttherapie&cd=1#v=onepage&q=&f=false 

Em inglês, em http://www.instituteofscience.com/autohemo.html veja "The Autohemotherapy Reference Manual - The Definitive Guide - A preliminary technical report", de S. H. Shakman. O livro foi publicado em 1996. O autor cita 916 pesquisas realizadas em vários países sobre a auto-hemoterapia. 

De forma ilegal, baseado em argumentos falsos como o de que não há pesquisas que respaldem o uso da auto-hemoterapia, considerando a técnica usada desde 1898 como uma ameaça à saúde pública, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o CFM, o Cofen e o Conselho Federal de Farmácia proibiram a aplicação da auto-hemoterarapia no Brasil. O país é o único no mundo onde a técnica é proibida. 

Sobre o tema ver o artigo "UMA PROIBIÇÃO ILEGAL (QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)" em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm . O Brasil é único país do mundo onde a técnica é proibida. A liberação da auto-hemoterapia será requerida à Justiça (ver a informação em http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=3516&u=3432 ) . 

Os estatutos do CFM obrigam o órgão mandar realizar pesquisas sobre temas como a auto-hemoterapia. Mas, à moda da Santa Inquisição, onde os cientistas que discordavam dos dogmas da igreja eram condenados e mortos em fogueiras, o CFM proibiu os médicos de prescrevê-la. 

Mesmo tendo cometido fraudes, como se lê em http://inforum.insite.com.br/39550/10285722.html e em http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=3271&u=3188 

Uma das fraudes é confessada pelo parecerista no endereço http://inforum.insite.com.br/39550/10057378.html A outra mentira, o próprio CFM foi obrigado a se desdizer, e em editorial, no seu jornal: "Nota de esclarecimento  

Em face de falha na redação do artigo "Auto-hemoterapia não tem eficácia comprovada" no Jornal Medicina (XXII, 167, DEZ/2007, p.11), esclarecemos que o procedimento terapêutico denominado "tampão sangüíneo peridural" é cientificamente amparado por relevante literatura médica e remetemos o leitor ao texto que trata dessa matéria no Parecer CFM 12/07." 

A técnica sobre a qual o CFM teve de se desmentir é apenas uma das várias técnicas de auto-hemoterapia. Veja sua importância no artigo "Tampão Sangüíneo Peridural: Um Método a Ser Absolvido", transcrito em http://www.rnsites.com.br/tsperidural.pdf 

Entre as técnicas de auto-hemoterapia, mas de preço elevado, cuja aplicação chega a custar R$ 5 mil, o Plasma Rico em Plaquetas. Veja reportagem no endereço http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1188225-7824-TECNICA+REVOLUCIONARIA+MELHORA+INDICE+DE+RECUPERACAO+DE+LESOES,00.html 

E vem ai o "Pool de Plaquetas (quase a mesma coisa que Plasma Rico em Plaquetas (PRP)" . Ver em http://www.defatoonline.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=3391 

Também é auto-hemoterapia a OZONIOTERAPIA. Em http://www.aboz.org.br/Web/secoes_site.asp?id=1 

Outra forma de aplicação da auto-hemoterapia é feita pela HOMEOPATIA, esta de baixo custo. Veja a informação do endereço http://www.escoladehomeopatia.org.br/ 

Há, ainda, a auto-hemoterapia a partir do método criado pelo dr. Jorge González Ramirez, três vezes doutor em medicina (dois dos doutorados feitos na Europa). No site da Associação Mexicana para o Diagnóstico e Tratamento das Doenças Autoimunes, é informado que a técnica pode ser usada até em pediatria: "Las dosis de sangre que se inyectan cuando se recurre a la autohemoterapia, varian de 2 a 10 c.c., en el lactante de 1 a 2 c.c. ...". Ver em http://www.autohemoterapia.com/ 

 

PRÓXIMO PASSO: A JUSTIÇA. 

 

A Justiça é o caminho para a liberação do uso da auto-hemoterapia no Brasil. Ver em http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=3516&u=3432 Ainda é necessário definir o tipo da ação a ser proposta na Justiça. 

Da Justiça, os auto-hemoterápicos já têm decisão favorável para um cidadão que a ela recorreu para ter direito ao tratamento. É do Tribunal Regional Federal da 1a. Região (TRF1), em Brasília. "...A 6ª Turma do Tribunal autorizou a continuidade do tratamento". Veja no endereço http://daleth.cjf.jus.br/vialegal/materia.asp?CodMateria=791 

Sobre este processo, cita outra reportagem: "... Para o relator, juiz federal convocado pelo TRF-1, Carlos Augusto Pires Brandão, o paciente deve continuar o tratamento pelo método alternativo não-consagrado, embora reconhecido internacionalmente, mas que lhe trouxe bem-estar. 

"O direito à vida se configura como uma das mais importantes garantias constitucionais", sustentou". Ver em http://www.conjur.com.br/2007-mai-04/justica_garante_tratamento_alternativo_paciente  

 

FONTE: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-danos.htm 

 

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 - 20:11:49
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2017)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org