Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 2.564.805 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
4326
Segunda-feira, 26 de julho de 2010 - 16:30:53
189.87.190.69

 

ATO FINAL DO CIRCO  

 

 

CFM PRONTO PARA TOMAR O DIPLOMA DO DR. LUIZ  

 

MOURA POR DIVULGAR A AUTO-HEMOTERAPIA  

 

 

O dr. Luiz Moura, médico de 85 anos, que exerce a medicina há 60 anos, pode ter seu diploma cassado por ter dado entrevista explicado como funciona a auto-hemoterapia, técnica que aumenta a imunidade do organismo em quatro vezes. O dr. Moura será julgado em processo "Ético-Profissional" no Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília, no dia 13 de agosto de 2010, com início às 9 horas.  

 

O dr. Luiz Moura é o médico mais conhecido do Brasil, e sua conduta profissional é irrepreensível, assinalam muitos dos seus pacientes nos fóruns de discussão sobre auto-hemoterapia. Mas o CFM está preparando o ato final do circo criado para a cassação do seu diploma, como asseguram muitos auto-hemoterápicos.  

 

A audiência seria realizada no início deste ano, mas foi suspensa “para aguardar a juntada de um novo Processo de igual monta, do município de Campos, no Rio de Janeiro, isto com o objetivo de fazer-se uma só audiência”, explica o advogado do dr. Luiz Moura, Ronaldo da Silva Brandão, do Rio de Janeiro.  

 

Para aplicar a auto-hemoterapia basta uma seringa de aplicar injeção e material de higiene. Os procedimentos para aplicação são extremamente simples. O aumento da imunidade em quatro vezes é obtido em oito horas, e o tratamento cura um sem número de doenças, que vão de simples viroses, a cânceres e doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson, segundo relatos em fóruns de discussão na internet, reportagens e na literatura médica.  

 

Nos fóruns de discussão são freqüentes apelos desesperados por indicação de aplicadores de auto-hemoterapia, considerando proibições, tão estúpidas quanto a do CFM, realizadas pelos Conselhos Federais de Enfermagem (Cofen) e Farmácia (CFF). Mas também são publicados milhares de agradecimentos ao dr. Luiz Moura de pessoas curadas de doenças crônicas ou consideradas incuráveis, que as atormentavam, muitas por anos seguidos.  

 

O CFM diz em parecer solicitado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que não há respaldo científico para a auto-hemoterapia. Diferentemente do que afirma o CFM, em 08/07/2010 http://books.google.com.br/ lista 10.630 livros sobre a técnica em português (auto-hemoterapia), espanhol (autohemoterapia), francês (auto-hémothérapie), inglês (autohemotherapy), alemão (eigenbluttherapie), e italiano (autoemoterapia). Os trabalhos científicos respaldam a técnica e não há referência a efeitos colaterais no emprego da auto-hemoterapia.  

 

Entre os livros, muitos recentes: “Praxis der Eigenbluttherapie”, de Harald Krebs, 166 páginas, foi publicado em 2007. Já “The Autohemotherapy Reference Manual: The Definitive Guide and Historical Review”, de S. H. Shakman, 200 páginas, foi editado em 1998. A versão em português deste livro foi editada no dia cinco de julho de 2010, e custa 29.95 dólares americanos, na versão impressa, e 9.99 dólares, versão online.  

 

O CFM decidirá sobre a cassação do registro profissional do dr. Luiz Moura a partir de processo que começou no Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj). Embora tivesse declarado dr. Moura inocente em processo sobre a difusão da auto-hemoterapia em 2006, o Cremerj o condenou em dezembro de 2007. O novo processo foi aberto após a manifestação do CFM à Anvisa. A condenação foi vista como uma forma de intimidar os médicos, para que evitem prescrever o uso da auto-hemoterapia.  

 

Para condenar o médico, o CREMERJ indeferiu requerimentos para ouvir testemunhos de usuários da auto-hemoterapia. Os depoimentos eram bem documentados, segundo destaca o advogado Ronaldo Brandão. A decisão do CFM pode ser pela cassação definitiva do registro do médico. Esta medida atenderá a parte dos médicos que temem perder clientela com o uso generalizado da auto-hemoterapia e das curas dele decorrentes. Mas beneficiará principalmente os laboratórios farmacêuticos transnacionais, que tem no Brasil grande fonte de lucro.  

 

Contudo, o advogado Ronaldo Brandão mantém a esperança de que o CFM não casse o diploma do dr. Luiz Moura e, ainda, que “libere o uso da auto-hemoterapia junto ao INSS”. Caso o CFM mantenha a cassação, o médico poderá recorrer à Justiça para manter o direito de exercer a profissão para o qual foi formado e pratica há 60 anos. E para continuar o cumprimento do dever de informar sobre o seu conhecimento científico e o que isto representa para a saúde da pessoa e da coletividade, como é assegurado pela Constituição Federal.  

 

Ubervalter Coimbra
60 anos
- Vitória - ES

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017 - 23:54:18
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2017)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org