Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 2.414.443 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 0 070521 AHT protocolo de autohemoterapia Telma Giovani

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Participação
3882
Quinta-feira, 15 de abril de 2010 - 20:28:25
189.63.221.71

0 070521 AHT protocolo de autohemoterapia Telma Giovani 

 

PROTOCOLO DE AUTOHEMOTERAPIA 

 

Prof. MSc. Enf. Telma Geovanini 

 

FONTE VIRTUAL 

 

http://paginas.terra.com.br/saude/Autohemoterapia/PROTOCOLO_DE_AUTOHEMOTERAPIA_Prof_Telma_Geovanini.pdf  

 

 

É IMPORTANTE QUE, ANTES DAS APLICAÇÕES, O PACIENTE PASSE POR UMA AVALIAÇÃO, ONDE SERÁ COLHIDA ATRAVÉS DE ANAMNESE A SUA HISTÓRIA ATUAL E PREGRESSA, E REALIZADO SEU EXAME FÍSICO COMPLETO, FAZENDO-SE A INDICAÇÃO PRECISA DO CASO.  

 

A CADA SEÇÃO DE AUTOHEMOTERAPIA DEVE-SE REAVALIAR O PACIENTE, VERIFICAR SEUS SINAIS VITAIS E ESTADO GERAL E FAZER A EVOLUÇÃO RELATANDO NO PRONTUÁRIO OS SEUS PROGRESSOS COM O TRATAMENTO.  

 

 

TÉCNICA DE AUTOHEMOTERAPIA:  

 

Prescrição básica (que poderá ser alterada pelo médico):  

 

Coletar 10 ml de sangue de uma veia periférica e injetar imediatamente 5ml deste 

 

mesmo sangue em cada uma das regiões dorso glútea ou ventro glútea  

 

Periodicidade:  

 

1 X/semana durante 12 semanas em seguida suspender de 30 a 40 

 

dias, reavaliar e voltar a fazer outro ciclo se necessário. Podem ser feitos vários 

 

ciclos subseqüentes.  

 

· Antecedendo ao procedimento, realiza-se a higienização das mãos,  

 

· o calçamento de luvas de procedimentos e  

 

· o manuseio adequado do material descartável (seringa e agulhas) de uso 

 

individual do paciente.  

 

· Posição do paciente: deitado e relaxado  

 

· Orientar o paciente sobre o procedimento e obter sua colaboração  

 

 

1. Punção Venosa:  

 

1. Fazer análise da rede venosa para certificar-se de sua viabilidade, evitar 

 

membro onde tenha ocorrido dissecções venosas ou cateterismos.  

 

2. Uma veia periférica é escolhida. Normalmente da parte interna do cotovelo das 

 

veias cefálica ou basílica, ou da rede venosa do dorso da mão.  

 

3. Um garrote é colocado com o fim de restringir o fluxo sangüíneo através da 

 

veia. Em pessoas com fragilidade capilar, recomenda-se a aplicação do 

 

esfigmomanômetro.  

 

4. A antissepsia do local da punção é feita com um anti-séptico (álcool iodado ou 

 

álcool 70%) na direção contrária aos pelos.  

 

5. Insere-se uma agulha na veia (25 X7), e o sangue é coletado em uma seringa.  

 

6. Após o procedimento, o garrote é retirado para restaurar a circulação.  

 

7. A agulha é removida e o local da punção é coberto e se necessário, elevado a 

 

um nível acima do coração, para deter o sangramento.  

 

 

TROCA DE AGULHA  

 

Para a segurança da equipe e observância das normas de biossegurança, a 

 

agulha usada na punção venosa (25 x 7) é trocada por uma nova agulha 30 X 8 

 

para se proceder as aplicações intra muscular do sangue, utilizando-se para isso 

 

uma pinça Kelly. O material pérfuro cortante é devidamente descartado em 

 

recipiente próprio.  

 

 

2. Aplicações:  

 

· No momento da aplicação, é injetado por via intra muscular o sangue colhido  

 

· Os locais ideais para aplicação da auto hemoterapia são as regiões 

 

dorsoglútea ou ventroglutea. No quadrante superior externo do glúteo.  

 

· Devemos observar: distância em relação a vasos e nervos importantes; 

 

musculatura desenvolvida; espessura de tecido adiposo;  

 

· Evitar lesões, tecido cicatricial ou endurecido.  

 

1. Fazer antissepsia do local na direção contrária aos pelos  

 

2. Delimitar e firmar o local da aplicação  

 

3. Introduzir a agulha (30 X 8) num ângulo de 90 graus  

 

4. Aspirar, observando a aparecimento de pequena bolha de ar.  

 

5. Injetar uma parte do sangue (na prescrição padrão: 5ml)  

 

6. Ao atingir o volume desejado, retirar a agulha  

 

7. Colocar um chumaço de algodão e fazer compressão no local  

 

8. Repetir o procedimento com os mesmos cuidados no outro glúteo, 

 

injetando o restante do sangue da seringa.  

 

 

OBS: 

 

Voltar a observar o local da punção venosa para ver se fez boa hemostasia, 

 

Deixar o paciente permanecer algum tempo sob observação antes de se retirar. 

 

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Domingo, 23 de julho de 2017 - 07:51:11
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2017)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org