Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 4.013.755 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 CONTINUANDO A SALVAR O BLOG DO SENHOR IGOR SANTOS

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Ver Opinião - Ver Opinião - Comentário
 Sexta-feira, 4 de setembro de 2009 - 12:08:22 

CONTINUANDO A SALVAR O BLOG DO SENHOR IGOR SANTOS (precauçao apenas) 

 

Os comentários aqui são filtrados... censurados... Enviei alguns até apra o e-mail de seu administrador, mas não passaram... Falam o que quer mas não querem ouvir o que temos a falar... Então pra que blog? Bastaria criar um site e pronto... 

 

Posted by: Olivares Rocha | setembro 3, 2009 7:54 PM 

 

32 

 

Igor, 

 

Li tudo o q vc escreveu e não me disse nada. 

Usei autohemoterapia e foi EXCELENTE, só não a estou utilizando no momento por não ter uma pessoa para aplicar pq o medo impera com a proibição. 

 

Nem vou gastar muito do meu tempo tentanto rebater o debate "cientifico" pq não acredito q valha a pena discutir com vc. 

 

Meus companheiros de luta acima (Marcelo, Olivares e outros) companheiros a partir da autohemoterapia (não conheço nenhum pessoalmente e qdo os conheci ja praticava autohemo fazia muito tempo) já disseram e nem eles conseguiram dizer tudo o q tem p/ser dito. 

 

Continuamos na luta pela divulgação por sentirmos no próprio corpo os benefícios da mesma. Se é efeito placebo, (que não é) mas dera q todo efeito placebo conseguisse operar curas registradas e comprovadas como a da autohemo. 

 

Bom, mas vc atacou até a homeopatia e acupuntura ?!?!?! 

 

Sem mais, continuaremos praticando, continuaremos divulgando, continuaremos nos beneficiando e é isso... 

 

A ciência é extremamente benéficia na mão de muitos mas extremamente ignorante, corrupta e capitalista na mão de outros... 

 

A sua "ciência" tou dispensando. 

 

Viviane (nem precisa responder, mas caso queira tudo que postamos e as respostas q nos são dadas é repassado por todos do nosso grupo, assim como estes meus comentários aqui serão) 

 

Posted by: Viviane | setembro 3, 2009 9:05 PM 

33 

 

O Senhor Igor está coberto de razões científica$$$$$. Mas, nós, desvalidos das atenções governamentais que poderiam dar as respostas pedidas por ele, vamos continuar com nossos tratamentos alternativos , que vem dando resultados quase milagrosos (quase milagrosos, porque milagre não existe), curando , como temos tido testemunhos aos milhares, de pessoas em desespero com seus males incuráveis pela medicina comum. As dificuldades interpostas no caminho, servem apenas para aguçar a curiosidade e arrebanhar cada dia mais, novos adeptos para esta prática simples e barata de tratamento autohemoterápico. Quem quizer comprovar a eficácia da AHT, que faça uso dela. 

Abraços 

ilidio 

 

Posted by: ilidio | setembro 3, 2009 10:15 PM 

34 

 

Prezado Senhor IGOR SANTOS 

 

Como minhas mensagens não estão indo, vou posta-las em partes. 

 

Ah proposito seu outro endereço com o título: 

Seria Walter Medeiros um bêbado mentiroso e arrogante? 

25 Agosto, 2009 por Igor Santos 

 

http://uoleo.wordpress.com/2009/08/25/seria-walter-medeiros-um-bebado-mentiroso-e-arrogante/#comment-849 

 

tambem não está recebendo mensagens, porque? 

 

 

COM MINHAS MENSAGENS NÂO ESTAO SENDO POSTADAS, estou postando em partes. 

 

DEVO LEMBRÁ-LO DR MUNIR MASSUD, que a publicação de 3 artigos sobre a AHT pela MAIOR CORTE SUPREMA DO NOSSO PAÍS, O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SAÚDE 2009, composto por 10 ministros, e pela nossa Ministra, diga-se de passagem, mentes brilhantes, altamente capacitadas, e que sabem interpretar cada vírgula do nosso códigos de Leis, e também de quaisquer textos, nos dá respaldo legal para divulgarmos e defender a AHT. E também por este mesmo motivo, não confere o direito a ninguém de usar adjetivos da natureza, dos quais o Senhor claramente fizera uso, para se referir às pessoas que defendem a AHT, ou mesmo à propria terapia AHT, ainda que algumas vezes indiretamente. 

 

Assim cautela nunca é demais, pois será que uma abrangência destas qualificações, dos adjetivos que o Senhor mesmo empregou por diversas vezes em seus comentários, poderia ser estendendida aos responsáveis pela publicação dos artigos sobre a AHT no portal do STF Saúde 2009? Não sei informá-lo precisamente quanto a este ponto, mas como TODOS vão receber os comentarios e textos deste blog, eles poderão analisar e definir um melhor entendimento sobre o assunto. 

 

Cordialmente 

 

Marcelo 

 

Posted by: Marcelo Fetha | setembro 3, 2009 10:30 PM 

35 

 

Amigo Marcelo 

 

Acabo de enviar este mail para o Igor charlatão 

Pode publicar se achar oportuno...Foi o que senti...e desabafei...rss 

 

Um abraço 

 

Início da mensagem reenviada: 

 

> De: luis filipe 

> Data: 4 de setembro de 2009 00:04:32 GMT+01:00 

> Para: igorsantos@gmail.com 

> Assunto: ...mafioso...e charlatão...envergonhado... 

> Olá Igor 

> Li, com muito custo, as suas autênticas imbecilidades, que só poderiam vir de um verdadeiro idiota e ignorante... 

> Por outras palavras...só poderiam vir de um verdadeiro CHARLATÃO.... 

> Perante isso, que posso eu mais dizer?...Não há comentário possível... 

> Os charlatães...só podem ser ouvidos (forçosamente...) e no mínimo...cuspidos!....e esquecidos...!... 

> Foi essa vontade que senti...Cuspir no seu texto...Pois é por causa de charlatães como Vc que a Humanidade 

> está num caos de doenças tornadas num grande negócio pela medicina charlatã...dita científica (em cada ano nega aquilo que antes considerava uma verdade científica). 

> Mas enfim, provavelmente essa sua postura charlatã tem um preço($)....e Vc não pensa duas vezes.... 

> Abre as goelas e toca a vomitar essa podridão que tem na cabeça... 

> São formas de estar.... 

> Esperemos não nos cruzarmos ... 

> E não fique raivoso...Trate desse Fígado....e dos Intestinos....e verá que fica mais harmonioso... 

> Actualmente parece um RATO que acabou de sair de uma sargeta... 

> filipe 

 

Posted by: Marcelo Fetha | setembro 3, 2009 10:34 PM 

36 

 

Prezado Igor 

 

Como as mensagens não estão sendo postadas, solicito a publicação da íntegra das respostas enviadas NOVAMENTE para seu e-mail hoje: 

igorsantos@gmail.com 

 

Os Títulos dos comentários são: 

 

1- ATENÇÃO AUTORIDADES e AUTOHEMOTERAPEUTAS, principalmente os da área de Direito. 

 

2- Novos links (PUBMED) enviados pelo amigo ARSENIO (USA): 

 

Por favor, solicito a gentileza de providenciar a publicação dos mesmos. 

 

Muito obrigado. 

 

Cordialmente 

 

Marcelo 

 

Posted by: Marcelo Fetha | setembro 3, 2009 10:57 PM 

37 

 

Prezado SENHOR Igor Santos 

 

Li seu outro site, onde o título sobre o Dr Walter Medeiros é um tanto quanto fora dos parametros do bom senso. 

 

Devo lembrar-lhe que insinuar, espalhar boatos, e outros, pode ser caracterizado como uma falta grave, até mesmo gravíssima, dependendo da apreciação jurídica. 

 

Assim já que o Senhor tem falado tanto sobre o Dr. Walter Medeiros e devo lembra-lo que ele tem um artigo, e que já foi muito elogiado, publicado no portal do Supremo Tribunal Federal. 

 

O senhor tem algum publicado lá? Ou o Dr Munir Massud tem artigos publicados lá? 

 

BEM, EM TODOS CASO ESTOU ENVIANDO TODOS OS SEUS TEXTOS E TAMBÉM OS DO DR. MASSUD PARA DIVERSAS AUTORIDADES E TAMBÉM PARA O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Agora se eles vão publicar, isso não posso dizer, mas os senhores poderiam perguntar diretamente a eles. 

 

Ah, e por favor, nem precisam agradecer. 

 

E eu gostaria de colocar outros dados do Dr. Medeiros paras os seus leitores, porque alem dele ser meu amigo particular, seria bom que os seus leitores e que as pessoas conheçam melhor o seu perfil, pois o Senhor tem dito apenas que ele é jornalista E poeta. 

 

WALTER MEDEIROS - Nasceu no dia 17 de julho de 1953, em Natal-RN. É escritor, poeta, Jornalista Profissional e "Bacharel em Direito". Trabalhou em diversos veículos de comunicação do país, entre eles a Folha de S. Paulo, o Estado de S. Paulo, Rádios Cabugi e Planalto, TV Cabugi, Tribuna do Norte e Dois Pontos, tendo colaborado no jornal Movimento. Foi um dos fundadores do jornal cultural "O Galo", da Fundação José Augusto. Participou do jornal "O Letreiro", do curso de Letras da UFRN (1976) e do fanzine poético "A Margem". Exerceu a Presidência da CERN, hoje Departamento Estadual de Imprensa e a Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Natal. No Movimento Estudantil, foi presidente do Diretório Acadêmico do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da UFRN, em 1976. Exerceu também vários atividades sindicais, entre elas os cargos de vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RN e Diretor da Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ. Publicou em 1990, o livro ABELARDO, O ALCOÓLATRA, trabalho que mostra o dia-a-dia de uma clínica de recuperação de dependentes químicos. Em 2006 publicou "Onde está o atendimento", pela Editora Viena SP, tratando sobre qualidade no atendimento e técnicas de venda. Em 2009 foi lançado pela Editora Minelli seu livro “Perícia Médica de Qualidade”, sobre um processo de modernização de um serviço de Junta Médica. Trabalha atualmente na DATANORTE. 

 

Dr. Walter Mederios tem muitos sites, mas citarei apenas o link sobre a AHT: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm 

 

"Cordialmente" 

 

Marcelo 

 

Posted by: Marcelo Fetha | setembro 3, 2009 11:20 PM 

38 

 

Seria o Igor, um arrogante marionete de interesses escusos? Ou só um verborrágico papagaio imitador de médico de algibeira? 

 

 

Sua perseguição contra a terapia e contra quem a defende denota estranheza.. Fala o que quer mas não deixa ouvir respostas… No seu ouro blog, onde a censura impera, só postou o que lhe convinha e só rsponderma o sr e o Dr. Namur, o que interessavam, evitando confrontar-se com oa fatos e dados apresentados… E ainda tem a desfaçatez de dizer que são os outros, os que defendem voluntaria e altruísticamente um tratamento coberto por pesquisas abalizadoras, registros históricos, e testemunhos incontestes que atacam os interlocutores e não suas idéias e provas?… 

 

Posted by: Olivares Rocha | setembro 3, 2009 11:27 PM 

39 

 

Senhor Igor Santos 

A abordagem que V. Sa. Vem fazendo no blog onde incluiu um texto que denominou de “Auto-Hemoterapia e a medicina da Idade Média de mãos dadas” requer uma resposta da minha parte, apesar de tratar de forma jocosa a saúde das pessoas. Esta resposta resulta da distorção dos fatos e desinformação que procura transmitir, mas a verdade finda aparecendo e assumindo seu honroso lugar. 

Em primeiro lugar, não existe rusga entre médico e jornalista; existe a abordagem do tema auto-hemoterapia, na qual as autoridades de saúde passaram a andar na contra-mão da história e uma população desprotegida, desassistida e agora, além de tudo, proibida de fazer uso do seu próprio direito à saúde. 

O texto que V. Sa. Escreveu fala de abordagens que não foram lidas cuidadosamente, pois mistura as informações. Por exemplo, diz que ataco “furiosamente” o Dr. Munir Massud por apresentar parecer sobre o assunto. Se V. Sa. Se der ao trabalho de ler o que escrevi a respeito do parecer do CFM sobre auto-hemoterapia não encontrará qualquer ataque, muito menos furioso. Verá apenas que mostro, sem qualquer ofensa pessoal, a superficialidade do parecer e que o próprio CFM – contraditoriamente - voltou atrás para permitir o uso da auto-hemoterapia pelos anestesistas, através do Tampão Sanguíneo Peridural. 

Em nenhum momento usei a palavra “desonesto” referindo-me ao Dr. Munir Massud. Não sei, portanto, de onde você tirou essa afirmação. 

V. Sa. Se contradiz quando diz que “Entre centenas de anos de melhoria, milhares de estudos e milhões de profissionais pesquisadores e um indivíduo, aposto sempre no primeiro grupo”. Veja que algo tão decisivo para a população foi apressadamente feito por uma única pessoa, o Dr. Munir Massud. 

Não é verdade que eu tenha feito qualquer ataque “à pessoa do médico”, conforme V. Sa. Escreveu. Não sei aonde o Senhor foi buscar essa condição de “arquirrival”, pois não acho que haja rivalidade nenhuma entre mim e o Dr. Munir Massud. Apenas discordo da sua conclusão e acho que o CFM foi precipitado na decisão que adotou. Quanto ao fato de ser jornalista e poeta, a comunidade me conhece e gosta ou não do que faço. 

V. Sa. Distorce tudo novamente ao afirmar que usamos “xingamentos e tentativas de desacreditar o oponente”. Caso se dê ao trabalho de ler os textos que escrevi, com certeza não encontrará nenhum xingamento, pois deles nunca fiz uso. Sua afirmação demonstra que realmente não leu os artigos; apenas supôs que haveria tal conteúdo. 

Mesmo sem saber - pois você não explicou - o que o move a defender tanto o Dr. Munir Massud, é importante que saiba que em nenhum momento o critiquei na condição de médico, pois como profissional tenho conhecimento de sua competência. Mas uma coisa não tem a ver com a outra. 

Por fim, é importante observar que o uso da auto-hemoterapia será, sim, permitido e sua eficácia está sendo e será comprovada, permitida, adotada e recomendada pelo próprio CFM. Onde, aliás, a Auto-Hemoterapia e a medicina da Idade Média estão de mãos dadas, haja vista o tratamento medieval que é dado aos usuários da técnica defendida por muitos médicos, inclusive o Dr. Luiz Moura. 

 

Posted by: Walter Medeiros | setembro 4, 2009 9:28 AM 

40 

 

Minha pergunta a quem puder responder: 

 

“Porque profissionais que utilizam métodos cientificamente comprovados e aprovados fazem isso e dizem dizem que a Auto-Hemoterapia não é segura e confiável?” 

 

Agencia Estado - 9/3/2009 18h35min 

Processos por erro médico no STJ triplicam em 6 (Seis) anos 

O número de processos por erro médico recebidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) mais que triplicou nos últimos seis anos. De 2002 até o fim do ano passado, o volume de ações passou de 120 para 398, segundo a assessoria de imprensa do tribunal. No total, tramitam no STJ atualmente 471 casos, a maioria questionando a responsabilidade exclusiva do médico e não das instituições. Para médicos de entidades que acompanham o problema, o avanço das denúncia revela, em parte, que os brasileiros estão mais conscientes de seus direitos. O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) admite, porém, que a má-formação profissional dos médicos e a falta de condições de trabalho também estão por trás das estatísticas. 

Lígia Bahia, médica e vice-presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), do Rio de Janeiro, chega a dizer que não houve aumento na incidência de casos, mas sim uma evolução da população brasileira, que está mais consciente e vem perdendo o medo de denunciar. "Os erros médicos não aumentaram, o que aumentou foi o registro, e isso é positivo porque quer dizer que a sociedade está mais transparente", avalia. Para ela, vem ocorrendo uma mudança na relação entre o médico e o paciente, que no Brasil sempre foi muito "liberal", com o médico "acima de qualquer suspeita". O ideal, diz ela, é que a relação seja institucionalizada. 

Mesmo com o aumento das denúncias por parte da população, a estatística ainda está muito aquém da realidade, na opinião de Lígia Bahia. "No Brasil há um sub-registro de erros médicos, a gente só vê a ponta do iceberg, não temos dimensão do iceberg inteiro". A vice-presidente do Cebes explica que as ocorrências não chegam a ser registradas muitas vezes por falta de um sistema nacional de regulamentação técnica. "No Brasil temos péssimos prontuários, os registros da enfermagem não são padronizados, o diagnóstico muitas vezes é passado oralmente, e não por escrito, e assim não é possível provar que houve erro médico". Ela também acrescenta que a alta rotatividade dos profissionais da saúde, como enfermeiros e auxiliares, dificulta o registro das etapas do tratamento do paciente. 

Como exemplo da falta de transparência, ela cita o caso da dona de casa Verônica Cristina Barros, que morreu na manhã de sábado no Rio de Janeiro. "O marido da vítima foi comunicado do suposto erro médico por meio de uma ligação anônima", lembra. Depois de cair e bater a cabeça, um coágulo se formou no lado esquerdo do cérebro de Verônica, conforme indicou tomografia computadorizada, mas a equipe médica teria operado o lado direito da cabeça da paciente. 

Formação profissional 

O Cremesp também verificou um crescimento no volume de denúncias. Segundo o médico e vice-presidente da entidade, Renato Azevedo Junior, com base nos últimos dados, de 2006, houve um aumento de 75% em relação a 2000. Azevedo também vê nos números um sinal de que a população é hoje mais consciente de seus direitos e denuncia mais. Para ele, esta mudança de comportamento é o principal motivo do crescimento dos processos. Mas ele também destaca a má-formação profissional, por conta do aumento das universidades de medicina, muitas delas despreparadas para oferecer o ensino adequado. 

Ele cita ainda as condições de trabalho. "Principalmente na periferia, o médico não tem condições de exercer sua profissão de forma adequada, não tem material, não dispõe de exames", aponta. Para o vice-presidente do Cremesp, a baixa remuneração também compromete a qualidade do profissional. "Hoje, os médicos do serviço público trabalham em média de 10 a 12 horas diariamente, e assim o profissional não tem tempo de se atualizar." 

Para a advogada e presidente da Associação das Vítimas de Erros Médicos (Avermes), Célia Destri, o aumento no número de processos evidencia a qualidade da formação do médico, que ela classifica como "péssima". A entidade acompanha mais de mil processos sobre erro médico. Segundo a advogada, em cerca de 70% dos casos julgados o paciente foi indenizado. Célia fundou a primeira entidade de assistência a vítimas de erro médico em 1990. Ela conta que perdeu o rim esquerdo numa cirurgia ginecológica para retirada de cistos no ovário. Durante o procedimento, ela teve o ureter, canal que liga a bexiga ao rim, cortado por engano. Durante dois dias, conta, sentiu cólicas, que a médica diagnosticou como "psicológicas". Operada às pressas, a equipe médica encontrou dois litros de urina em seu abdome. 

Agencia Estado - 9/3/2009 07h45min 

Ligação anônima avisou sobre erro em cirurgia do cérebro 

A dona de casa Verônica Cristina do Rego Barros, de 31 anos, morta anteontem após um suposto erro médico - ela teria sido operada do lado errado do cérebro - só foi submetida a uma segunda cirurgia após sua família, alertada por um telefonema anônimo, avisar o hospital sobre o equívoco. A segunda operação - dessa vez, no lado correto do cérebro -, realizada na quinta-feira, não deu resultado e a paciente morreu. 

O corpo foi enterrado ontem no Rio. Inconformados, parentes afirmaram que vão processar o Estado. Ela deixou uma filha de 8 anos e um filho, de 11. Verônica foi internada no Hospital Estadual Getúlio Vargas, zona norte do Rio, na noite do dia 1º, depois de sofrer duas convulsões em razão de uma queda no banheiro, em que bateu com a cabeça. Na unidade, passou por uma tomografia que indicou um coágulo no lado esquerdo do cérebro. No dia seguinte, o neurocirurgião Pedro Ricardo Mendes abriu o lado direito do crânio. Durante essa primeira cirurgia, Verônica teve cinco paradas cardíacas. 

Três dias depois, o marido de Verônica, Giovani Mattos Dornelles, de 38 anos, recebeu uma ligação anônima. Uma pessoa que dizia ser da equipe de neurocirurgia do hospital se dizia "indignada e inconformada" com o ocorrido. "A pessoa me falou: Pegue o prontuário, os exames, e vá à direção do hospital. O que estão fazendo com ela é um absurdo. Se essa pessoa não tivesse ligado, a Verônica ia morrer por causa de um erro e ninguém ia saber. Eles erraram e encobriram o erro", disse Dornelles. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

DIANTE DISSO CONCLUO: 

 

Como essa classe médica, que comete erros absurdos que nem imaginamos, pode alegar que a Auto-Hemoterapia é prejudicial à saúde sem pelo menos conhecê-la? Até hoje não se sabe de nenhum caso em que a Auto-Hemoterapia tenha feito algum mal a quem quer que a utilize. Diga-se de passagem, que o próprio Dr. Luiz Moura, defensor incansável da Auto-Hemoterapia, utiliza-a juntamente com sua esposa há mais de 20 anos. 

 

Eu POSSO afirmar que ela é extremamente benéfica porque a utilizo há dois anos. Desde então desapareci das imensas filas do SUS e dos consultórios médicos. Graças a Auto-Hemoterapia, hoje me sinto cada dia mais saudável. 

Com certeza serei um “aposentado” que vai desfrutar verdadeiramente de minha “aposentadoria” com saúde. 

Exatamente o que não acontece com a maioria das pessoas aposentadas que conheço. 

Seria por esse motivo que o governo não toma uma decisão favorável para a liberação da Auto-Hemoterapia? – Só Deus sabe... 

 

Portanto Excelência, venho pedir encarecidamente que a senhora analise com imparcialidade e equilíbrio a denúncia do senhor Ubervalter Coimbra, em favor da aprovação do uso da Auto-Hemoterapia para todos os que dela possam precisar. 

Que a Luz da Verdade ilumine seus pensamentos, pois essa decisão poderá representar o bem para tantas pessoas que sofrem de doenças em que nossa medicina ainda não tem solução. E que todos possam se beneficiar da Auto-Hemoterapia, assim como eu fui e ainda sou. 

 

Assim sendo, desejo que a Saúde que tenho seja um direito estendido a todos meus irmãos brasileiros, e não só meu, pois diante de tanto sofrimento e angustia desses meus irmãos, me sinto um homem privilegiado com a Graça de Deus. 

 

Haroldo José Ventura – 56 anos 

Cidadão Brasileiro de Caçapava – SP 

 

Posted by: Haroldo José Ventura | setembro 4, 2009 10:19 AM 

41 

 

Walter, talvez não tenha sido claro o suficiente. Eu não disse que você diretamente o atacou, mas com certeza seus comentários inflamaram algumas pessoas que passaram a atacá-lo impiedosamente (foi desses comentários que tirei as informações). 

A arquirrivalidade citada diz respeito ao fato de vocês dois defenderem e apoiarem pontos de vista diametralmente opostos. Não insinuei que vocês se peguem na rua. 

 

Se estudos bem feitos (com critérios e protocolos científicos) forem realizados e comprovarem a eficácia da AHT, eu serei o primeiro a dizer aqui que estava errado. 

Talvez não o primeiro, mas assim que souber de algo do tipo o farei, pois para alguém que usa o método científico como base intelectual, qualquer informação melhor invalida as anteriores. 

 

Se aparecer um conjunto de estudos independentes, cegados, controlados e aleatorizados que diga "a AHT funciona para X", imediatamente o tratamento passará a ser utilizado em X. 

O que não pode acontecer é uma situação onde X valha para qualquer coisa, desde dor nas costas até cânceres, pois um tratamento tem, necessariamente, um mecanismo de ação específico (mesmo que desconhecido, como é o caso do minoxidil) e localizado. 

 

Mas, vejamos. Por enquanto, a Ciência Médica diz que não funciona. E é nela que eu me apoio. 

 

Posted by: Igor Santos Author Profile Page | setembro 4, 2009 10:22 AM 

42 

 

Prezado Dr. Munir Massud, 

Em resposta a mensagens postadas neste blog, o Senhor comete excessos que poderiam ser evitados, em vista da sua condição de médico e da sua posição no órgão máximo de representação da sua categoria profissional no Brasil. Esta postura destoa do que está escrito no Código de Ética Médica – o atual e o próximo, onde está escrito que o médico deve tratar com respeito os demais profissionais. 

Vivemos num momento em que se discute a questão do uso da auto-hemoterapia, esteja ele proibido ou não. Tive oportunidade de criticar a posição do CFM, resultante do seu Parecer a respeito do assunto, mas tenho a certeza de que o fiz respeitosamente, sem em momento algum atingir V. Sa. - enquanto pessoa ou médico. Sei da sua competência profissional, tenho respeito e até gratidão pelas vidas que já salvou. Mas o Parecer que emitiu e que o CFM passou a adotar sobre auto-hemoterapia precipitou uma situação que vem gerando prejuízos à população. 

Meus escritos sobre o assunto têm sempre respaldo de profissionais de medicina com qualificação idêntica à sua. Apesar da opinião que o Senhor tem sobre o que considera falta de conhecimento da minha parte, ao afirmar que o Parecer do CFM foi “superficial” o digo cientificamente, baseado, entre outras opiniões, na do Dr. Alex Botsaris. 

O Senhor diz que foi chamado de superficial “por um jornalista desonesto”. O jornalista que tratou o seu parecer como “superficial” fui eu. Por isto o Senhor deve completar a sua colocação e dizer os fatos que justificam essa sua afirmação. Para não deixar dúvidas no ar, explique o que o leva a considerar-me “desonesto”. Aliás, esta palavra está banalizada neste blog, pois o seu criador afirmou em algum momento que eu teria chamado o Senhor de “desonesto”, o que não é verdade. Em nenhum momento fiz tal afirmação a seu respeito. 

 

Posted by: Walter Medeiros | setembro 4, 2009 10:30 AM 

43 

 

Haroldo, então você é do tipo que se ler no jornal que um motorista morreu enforcado no cinto de segurança vai deixar de usar a proteção por ela ser perigosa? 

 

Deixe eu explicar uma coisa que você não parece entender: a medida em que o número de pessoas aumenta, o número de ocorrências também sobe, quaisquer que sejam elas. 

Muito mais gente morre hoje de traumatismo craniano devido ao choque de um côco maduro caindo do que há 100 anos pelo simples fato de ter mais gente no mundo para ser atingida por frutos duros de plantas altas. 

Isso e o aumento do acesso à informação, que faz com que mais e mais pessoas saibam a quem recorrer caso precisem denunciar alguém. 

 

Sua justificativa de "usam métodos reconhecidos e falham, por que então proibir um desconhecido" não é válida. 

Se usando as ferramentas que são conhecidas e usadas com excelente sucesso há anos ainda conseguimos erras algumas vezes, qual sentido usar uma totalmente estranha e desconhecida? 

É como tentar abrir um pão com o micro-ondas porque você se cortou ao tentar usar uma faca. Não tem lógica. 

 

Quase acabando: se essa técnica tão bem defendida por você é tão boa, por que então a usa há dois anos? Ficou dependente dela? O que acontece se você parar de usar? 

 

Imparcialidade é algo que deve ser usado quando duas opiniões têm o mesmo calibre, o que não é o caso aqui. 

Eu não posso ser imparcial quando um ponto de vista é baseado em fatos e outro em pensamento mágico. É como dizer que "a lua é uma rocha gigante" e "a lua é feita de queijo" são opiniões que carregam o mesmo peso. 

 

Finalizando, parabéns pela sua aposentadoria saudável. 

 

Posted by: Igor Santos Author Profile Page | setembro 4, 2009 10:44 AM 

44 

 

Senhor IGOR, enfim o senhor resolveu dar o ar da graça. 

 

Por gentileza, onde estão os meus comentários na íntegra, aqueles cujos 2 títulos, estão citados acima, e que o SENHOR E VÁRIAS AUTORIDADES os receberam por e-mails simultaneos? 

 

Por favor, providencie a publicação dos mesmos. 

 

Em sua resposta ao Dr. Walter Medeiros (aquele jornalista E poeta, e Escritor e BACHAREL EM DIREITO, que tem artigo publicado no STF, (mas não se sinta pequeno senhor IGOR, pois estou enviando seus textos para lá, e o SENHOR pode pleitear junto ao STF, a publicação dos mesmos). 

 

IGOR diz ao Dr Walter Medeiros: 

 

"Walter, talvez não tenha sido claro o suficiente. Eu não disse que você diretamente o atacou..." 

 

E ESCREVEU ACIMA LA NO INICIO: 

 

"Um médico professor e pesquisador prepara um documento, a pedido do CFM, após decisão da ANVISA e um jornalista o ataca como sendo desonesto?" 

 

"passou a ser *** furiosamente *** atacado pelo jornalista Walter Medeiros." 

 

Ah não vou colocar mais, realmente a SUA frase "... não confiem em mim, porque minto..." é verdadeira. 

 

Senhor Igor, não estou vendo mais em suas respostas, uma pitada de ironia e bom humor. O que houve Autohemoterapeutas não são engraçados? As nossas opiniões não lhe parecem mais de defensores de uma prática "canalha" que não tem bula porque esconde seus "maleficios"? 

 

Porque será que o Dr. Munir se despediu do blog? Seria porque não conseguiu responder as dúvidas destes pobres mortais, leigos, dentre outros adjetivos que ele mesmo usara para nos classificar, e que já destaquei todos estes termos importantes, cientificos de que ele fizera uso, em vermelho e em letras garrafais, nos e-mails que enviei a diversas autoridades. 

 

Não sou seu crítico, mas em todo caso tenho 1,82 de altura. Não sei a qual altura ele se refere, porque sinceramente se ele se julga "alto" em alguma coisa, em matéria de boa educação, com certeza não é. 

 

Senhor Igor quem está com a paciencia esgotada agora sou eu. 

 

Li um texto do Sr Olivares, onde ele fez uma sugestão, que eu também faço: - NOS AUTO-HEMOTERAPEUTAS NOS OFERECEMOS PARA SER OS COBAIAS EM TESTES: duplo-cego, randomização e outros... para a elaboração de trabalhos cientificos etc sobre a AHT. 

 

Senhor Igor, entendo a pressão pela qual esteja sofrendo o Dr Munir Massud, por ter assinado SOZINHO o PARECER do CFM, e como homem inteligente, sem argumentos para responder as nossas perguntas, mas parece ter já percebido que OUTRAS pessoas da Área, que AINDA não se pronunciaram, vão querer muitas respostas a altura dele, e ao que parece o Dr Munir não as tem. 

 

E da maneira "hostil", "agressiva", "desonrosa", "destemperada", "furiosa", "impetuosa" com que ele tem se manifestado em suas opiniões, mostra que ele parece não estar muito bem "em sua paz de espirito". 

 

Senhor IGOR eu tenho um filho com cancer, que esta me deixando com a cabeça quente, e nem por isso estou usando "verboarragia" agressiva ou ofensiva. 

 

MAS QUERO OS MEUS COMNETARIOS EM SUAS INTEGRA PUBLICADAS. E NÃO É MAIS UM PEDIDO, É UMA EXIGÊNCIA. 

 

E por favor, o senhor não é engraçado, e nem tem pitada de bom humor alguma. Portanto seja mais "sério" em suas repostas, e responda as nossas perguntas. 

 

PEDI AO SENHOR PARA CITAR A LEI ESPECÍFICA QUE PROIBIU A AHT(*) no BRASIL, e o senhor ainda nao o fez. 

 

(*) como mesmo o senhor já se referiu a ela, uma terapia canalha, criminosa e que provoca riscos(maleficios). 

 

Pedi ao Senhor para citar os outros paises em que ela foi proibida, porque na sua resposta ao Sr Joel Martini o senhor diz que ele foi proibida no mundo. 

 

Bom dia, 

 

Cordialmente 

 

Marcelo 

 

PS: Senhor IGOR, o senhor sabia que perante o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, o diploma de médico do Dr. Roger não serviu como um "escudo" contra a lei, pois a Ministra Ellen Gracie (*) negou pedido de habeas corpus ao Dr Roger Abdelmassih? E será que outras pessoas se julgam acima da lei, perante os Ministros do STF? 

 

(*) Eu sou suspeito para falar sobre a nossa brilhante Ministra, mesmo porque já a parabenizei pessoalmente por negar este habeas corpus, e digo suspeito, porque me declaro um fã incondicional dela, pois além da sua elegância, e de sua capacidade profissional invejável, ela tem uma clareza de pensamento ímpar, que eu enxergava somente no Dr. Teotonio Negrão, grande jurista que eu conheci em vida, e que ele era sogro da minha finada irmã. 

 

Posted by: Marcelo Fetha | setembro 4, 2009 12:57 PM 

Comente 

 

(Um email será necessário somente para autenticação. Comentários serão moderados por causa de spam. O seu comentário pode não aparecer imediatamente. Obrigado por esperar.) 

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br).//    

[voltar]

envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a participação que motivou este comentário]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2021)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org